Skip to content

Como escolher a melhor hospedagem para o seu blog – O Guia Absolutamente Completo

Você já pensou em fazer o seu blog em wordpress ou em outro CMS mas, se depara com um mundo de centenas de empresas de hospedagem e não sabe qual vai ser a melhor escolha?

Continue lendo esse guia e garanto que essas informações vão ser extremamente valiosas para você escolher uma hospedagem que te atenda e de forma consciente. Para te ajudar, vou abordar aspectos que serão importantes como:

#O que é uma hospedagem?

#Tipos de hospedagem

#Conhecendo a hospedagem

#Como planejar a aquisição de uma hospedagem

O que é uma hospedagem?

o que é hospedagem

Pense na internet como um grande campo aberto, as empresas de hospedagem são os donos dessas terras, só que eles não tem condições de produzir nesses campos. Então eles acabam arrendando partes desses campos para outras pessoas para não ficar sem produzir, cobrando um valor dos arrendatários por esse espaço arrendado.

É uma analogia bem simples, mas pense agora que ao invés de terra as empresas arrendam servidores que te dão um “espaço da internet” oferecendo recursos de infra-estrutura para você poder colocar seu querido blog na internet.

Se você ainda está perdido te convido a ler esses excelente artigo do diolinux que fala sobre hospedagem de sites.

Tipos de hospedagem

tipo de host

Existem alguns tipos de produtos que as empresas de hospedagem vendem, cada uma tem suas características e os prós e contras sendo elas:

  • Hospedagem Free
  • Hospedagem Compartilhada
  • Hospedagem VPS
  • Hospedagem Dedicada
  • Hospedagem Gerenciada

Hospedagem Free

Existem sim hospedagem grátis, mas como ouvi do blogueiro Rafael Seabra nada é realmente de graça, nesse caso sempre há uma conta partida para ter a hospedagem. Normalmente eles pedem para colocar um banner da hospedagem no seu blog ou até um adsense do dono do servidor para monetizar seu site em troca da hospedagem.

O grande porém desse tipo de hospedagem é que normalmente é mantido por uma pessoa. Sendo que se essa pessoa decidir desativar o servidor ela pode o fazer sem te dar nenhuma satisfação.

Logo se você quer levar o seu blog/site a sério é bom evitar esse tipo de hospedagem.

Hospedagem Compartilhada

Normalmente é o tipo de hospedagem mais indicado quando você está começando, pois oferece um custo baixo para mantê-lo.

Para entender como funciona esse tipo de hospedagem imagine que o servidor de hospedagem é um prédio, sendo que cada apartamento é um VPS (explicarei melhor a seguir) e a hospedagem compartilhada seria o apartamento que é “rachado” entre vários amigos.

Então imagine que um desses seus “amigos” não ajuda conservar a casa em ordem e acaba deixando todo o apartamento parecendo uma zona guerra. Pois é, isso acaba acontecendo na hospedagem compartilhada. Logo, se uma das pessoas que compartilham a hospedagem com você for invasivo ele acaba afetando a todos.

Por conta dessa desvantagem eu falo que a hospedagem compartilhada é uma grande “loteria”, onde você pode ter sorte ou azar. Sendo esse um ponto de alerta, pois no meu blog o serounaosei.com já o hospedei no hostgator onde tive muito “azar” e hoje ele fica no godaddy onde estou tendo muita “sorte”.

Enfim, na hospedagem compartilhada posso dizer que muitas vezes você precisa ignorar as recomendações, por que cada um pode ter uma experiência diferente.

Hospedagem VPS

Bem resgatando o exemplo anterior o VPS é quando você “aluga o apartamento”, sendo que você não o divide com mais ninguém. Sendo assim, você tem o controle de todos os recursos do servidor como se fosse uma hospedagem dedicada, mas com recursos definidos pelo seu contrato.

Então a maior vantagem dessa hospedagem é poder definir os recursos que você realmente necessita e poder rodar outas coisas além do blog na sua hospedagem. Sendo a grande desvantagem a necessidade de você ou alguém que trabalhe para você tenha um conhecimento técnico de infraestrutura mais avançado.

Hospedagem dedicada

Na hospedagem dedicada você é o dono do prédio! Você possui o controle de tudo no servidor, do sistema operacional ao hardware.

Por conta disso além da necessidade de um técnico para cuidar do servidor, os custos são bem altos, quando você precisar desse tipo de hospedagem provavelmente vai estar ganhando muito dinheiro.

Hospedagem Gerenciada

Posso dizer que esse é o plano que aconselho para você que está começando, pois nesse tipo de hospedagem você não se preocupa com nada referente ao servidor. Eles gerenciam os recursos, mantém os backups e aconselha os plug-ins que você deve utilizar.

Hoje em dia essa modalidade é oferecida por praticamente todas as empresas de hospedagem, sendo a destaque a WP Engine e a WebSynthesis que são empresas especializada em hospedagem em WordPress.

Nessa modalidade vejo com grande desvantagem o fato de hospedar unicamente o WordPress, caso pense em colocar um fórum, hospedar um podcast ou vídeos você será obrigado a usar serviços como YouTube e Blubrry. Você pode pensar que isso talvez não seja uma desvantagem para você, mas para algumas pessoas isso pode ser algo muito relevante.

Conhecendo a hospedagem

conhecendo-hospedagem

Para começar você precisa conhecer a empresa e isso é feito analisando:

  • Reputação do mercado
  • Suporte
  • Gerenciamento
  • Garantias
  • Uptime

Reputação do mercado

Se você** compra algum produto online**, você acaba vendo se a empresa é confiável, assim você busca recomendação de quem já comprou no reclame aqui, as vezes até olha o CNPJ para ver quanto tempo a empresa está aberta, para ficar seguro de que não será enganado.

Com a reputação de uma empresa de hospedagem é a mesma coisa, você deve chegar com alguém que você conheça, verificar se existe alguma reclamação com essa empresa em sites como o reclame aqui e ver quanto tempo de mercado essa empresa tem.

Assim como temos o buscapé para verificar empresas de e-commerce, também temos um site que ajuda ver o ranking das empresas que é o HostAdvice.

Suporte

Bem, aqui é um tema polêmico, muitos sites por ai vão te falar que o suporte precisa ser em português e 24/7, mas ai tenho algumas considerações.

Se o serviço é muito bom, algumas empresas acabam fazendo suporte em horário comercial apenas, pois existem várias contingencias para evitar que seu site fica fora do ar. Quanto ao suporte português vou dizer que existe um grande depende, pois se você tem uma certa facilidade com o inglês, você vai ter um suporte tão bom quanto o em português (e as vezes até melhor).

Você pode se perguntar “Se eu tiver algum problema, a empresa não está no Brasil e não posso processa-la”, ai te respondo que se você buscou uma empresa de boa reputação, dificilmente você acabará tendo problemas. Grandes empresas de hospedagem acabam até devolvendo seu dinheiro se você não ficar satisfeito.

Gerenciamento

Para ter tranquilidade com sua hospedagem você precisa ter consciência dos recursos disponíveis para você.

Veja que nesse ponto você não precisar ser o gestor dos recursos mas, que tenha consciência do que está sendo usado.

Logo uma hospedagem pode te oferecer um cpanel que é um painel onde você terá todas as informações da sua hospedagem e os recursos gastos. Como também temos o WPEngine que te dará poucas opções de gerenciamento mas, lhe dará todas as estatísticas do comportamento do seu site no servidor de hospdedagem.

Uma vez já assinei um plano de hospedagem onde a empresa gerenciava todos os recursos, mas não me dava mais nenhuma informação. Tudo foi lindo até o dia que o site saiu do ar e não conseguia fazer nada e demorou 3 semanas para conseguir meu backup.

A dica dessa pequena história é, nunca deixe o controle total do seu blog com a empresa, pois, se precisar de alguma intervenção acabará pagando muitas vezes um preço muito alto. Quando falo controle total, veja que falo de não lhe fornecer nenhum painel com informações básicas e algumas funções básicas. Empresas sérias que dão planos de hospedagem gerenciada vão lhe dar informações do seu blog e algumas configurações básicas.

Garantias

Aqui é importante observar quais são as garantias que a empresa lhe oferece. Se você não ficar satisfeito com o plano você tem direito do dinheiro de volta?

Caso precise de suporte eles garantem a resolução de um problema em até quanto tempo?

Veja bem esse ponto, pois, muitas vezes você só se lembrará disso quando se precisa, ai pode ser que eles não te atendam como você gostaria não é?

Uptime

Se você não conhece esse termo, ele é usado para descrever quanto tempo o servidor fica no ar um tempo acim de 99,5% é um bom número.

Claro que se você usar uma ferramenta como o Pingdown Pro, você pode se deparar com quedas mais frequentes, principalmente quando há um trafego muito alto no seu blog, logo há um outro fator que influencia no Uptime do seu site que vou explicar.

Continue lendo que vou explicar como contornar esse problema.

Como planejar a aquisição de uma hospedagem

planejando adquirir a hospedagem

Você já deve ter conhecido as principais empresas de hospedagem e já viu os tipos de hospedagem que existem agora é simples, vamos seguir os passos abaixo:

1 – Planeje seu start

O primeiro passo que você deve fazer é ter uma ideia de quantos acessos você vai ter por mês. Por exemplo, se você vai começar um site novo, você não tem lista de e-mail ou um grande número de contatos e nem um projeto anterior para herdar algumas visitas, você pode orçar que vai chegar até 25.000 visitas mês.

Mas, de onde eu tirei isso? Além da minha experiência com meus sites uso o valor dos planos da WP Engine;

wp engine planos

A imagem acima mostra que o plano inicial que deles nos dá 25.000 visitas mês, caso você já tenha algum negócio consolidado é importante observar se haveria necessidade de um plano intermediário.

No caso desse exemplo até 25.000 visitas por mês você pode usar um plano de hospedagem compartilhada nos casos mais intermediários é interessante pensar num VPS. Claro, hospedagens WordPress gerenciadas são opções para** ambos os casos**. Pois, essa modalidade oferece um custo relativo ao número de visitas mês normalmente, com a vantagem de que se seu acesso aumentar eles gerenciam seus recursos para suportar essa nova demanda cobrando o excedente obviamente.

Esse ponto é importante, pois como falei a você no item sobre uptime o número de visitas influencia sua hospedagem. Pois se você tem uma hospedagem compartilhada, recebendo umas 100/200 visitas simultâneas seu site** já pode cair**.

Isso ocorre por que seu site possui alguns fatores, percentual de processamento (CPU), memória física (famosa memória ram), entrada e saída de processamento de arquivos (I/O) e o número de processos simultâneos. Logo se esses valores estão sendo usados próximo aos 100% do consumo o seu site pode ficar fora por falta de recursos de processamento. Isso nos leva ao próximo tópico.

Pense em 30% a mais de recursos

Essa é uma dica importante principalmente para VPS, pois na minha experiência na área de TI descobri que um serviço deve consumir no máximo 70% dos recursos. Quando esse patamar passa quem acessa seu blog vai sentir lentidão e ai não adianta ele estar super optimizado. Por que o servidor usa outros recursos que podemos chamar de “ruins”.

Logo é importante acompanhar o gasto de recursos no decorrer das semanas e se você perceber que a média de consumo nos horários de pico estão perto de 70% é bom pensar em expandir os seus recursos.

Agora se o seu site é novo, é importante estimar quantos acessos você terá e acompanhar o andamento do seu blog, caso eles comecem a ficar lentos e você detectar que o seu consumo está alto, é bom planejar expandir seus recursos também.

Veja as versões de software do servidor

Esse ponto é importante verificar se a versão das tecnologias abaixo, estão nas versões mais atuais no servidor que você está hospedando:

Veja que estou falando de um Blog em WordPress caso use outro tipo de CMS é importante observar quais tecnologias que ele necessita e se o servidor vai lhe suprir com versões atualizadas.

Fale com o suporte

No caso da empresa tenha suporte por telefone ligue para o suporte deles e verifique como é o suporte, muitas vezes você vai se deparar com muitos menus automáticos e outras coisas que podem te aborrecer. Caso seja só suporte por chat, abra um chat e veja como é o atendimento.

Essa dica é importante pra evitar aborrecimentos quando precisar acessar esses canais de suporte, pois você já teve um primeiro contato com eles, o que acaba ajudando muito.

Fuja do preço baixo

Aqui tenho duas considerações, sobre o tema:

A primeira é que verifique os preços oferecidos pelo mercado, um preço muito abaixo pode fazer com que você ligue o alerta. Pesquise bem sobre a empresa e seu histórico, pode ser que realmente ela consiga te dar um preço bem baixo com qualidade, mas também pode ser uma armadilha. Se você seguir todos os passos acima você vai conseguir identificar se há alguma pegadinha.

Segundo ponto é que preço alto não é sinônimo de qualidade, já usei alguns servidores de hospedagem que eram muito caros e no final me deram um resultado muito ruim, como foi o caso que quase perdi meu site.

Conclusão

Bom para concluir o segredo é pesquisar e se planejar, isso não garante que você terá 100% de satisfação, mas lhe ajudará a decidir por um host de maneira bem assertiva.

Como recomendação gostaria de deixar para você as três empresas abaixo, elas na minha experiência de trabalho me oferecem um serviço de qualidade e que satisfaz minhas necessidades:

Siteground (esse eu uso no produtor ninja)

WPEngine

GoDaddy

Se você gostou do artigo, ou se tem alguma dúvida, sugestão ou crítica não deixe de comentar abaixo!

Published inUncategorized